All posts tagged: soluçoesnaturais

Óleos Essenciais e a Maternidade – o que falta saber?

Dando continuidade ao meu interesse crescente sobre o tema, fiz um Workshop de Óleos Essenciais e a Maternidade. Não só por curiosidade ou uso próprio, mas porque acho que divulgando poderei chegar a mais pessoas e assim ajudar. A oradora, uma Americana com 3 filhos pequenos, que usa os óleos essenciais há 8 anos e trabalha com plantas há 13, partilhou um pouco (muito) da sua sabedoria. Ela própria usou em si os Óleos, assim como em diversas situações com os filhos e a determinada altura ela sentiu que realmente os eles mudaram a sua vida. – Um aparte, e por questões éticas, não há testes efectuados em grávidas, nem em bebés recém-nascidos. Algumas mulheres dispuseram-se a partilhar as suas experiências e deram o seu testemunho. Acho que o mais importante a reter e que convém saber, é que com cuidado, informação correcta e bom senso, os óleos essenciais também podem ser usados nos seguintes casos: na Gravidez; no Parto e no pós-Parto; em Bebés. Mesmo em alturas tão sensíveis e delicadas como estas que envolvem …

A preferência pelo mais natural. Óleos essenciais.

Se eu juntar as facturas de consultas, as receitas e as contas da farmácia dos últimos 6/7/8 meses não vou ter grande surpresa, pois já sei que quase todos os meses tivemos pelo menos uma consulta no médico, uma ida às urgências, compras da farmácia e uso de anti-inflamatórias antibióticos, cremes, etc. nos meus filhos. Em Maio recebi o kit da doTerra com 10 óleos essenciais, cada um com a sua característica, função e aplicabilidade. Na primeira febre usei-os. Na segunda também. E na terceira também. Uso diariamente um deles como prevenção e reforço do sistema imunitário. Quando pressinto que algo está menos bem com eles, reforço aplicando um ou outro óleo. Estamos no fim de julho. E que ninguém esteja a ouvir isto para isto não se voltar contra mim (nós); Mas em Maio, em Junho e em Julho que ainda falta terminar, não temos nenhuma ida às urgências, nenhuma ida ao médico (fora rotina), nem uma ida à farmácia. Nada de narizes congestionados, nada de tosses, nada de otites, nada de vírus. E …

Aromaterapia, as nossas primeiras experiências.

Numa altura em que se procuram cada vez mais soluções naturais, alimentação saudável, compras conscientes e uma preocupação geral relativa ao ambiente, faz sentido este investimento também em soluções mais puras e mais próximas da natureza. Como referido num artigo anterior estamos no inicio deste novo mundo que é a Aromaterapia e já fez coisas espantosas por aqui. O Kit que adquiri é o Aromatouch da DoTERRA.  Indicado para a técnica de massagens com o mesmo nome, passa por massagens de relaxamento,  alívio de dores musculares e pode ser usado na reflexologia. Embora não fosse esse o meu objectivo, o Kit tinha 3 coisas que achei fundamental para me iniciar nesta realidade: On guard  – um óleo protector (mistura de Laranja Selvagem, Cravinho, Canela, Eucalipto e Alecrim.) Óleo de Côco Fracionado – Um óleo neutro que a marca chama de carreador, é usado para diluir os óleos quando aplicados em crianças, ou pessoas com pele sensível. Difusor a frio Além disto traz vários outros Óleos Essenciais, perfeitamente possíveis de usar noutras terapias  – Lavanda, Peppermint, …

https://clearhealthinn.com/doterra-essential-oils/

Iniciação à Aromaterapia

Há imensa coisa para o qual não nos preparam para a Maternidade, já sabemos, e uma delas é o aparecimento das variadas doenças e mal-estares dos nossos pequeninos. Claro que há imensos miúdos que nunca ficam doentes. Mas na verdade estou sempre a ouvir Mães a queixarem-se das pequenas doenças dos filhos e nós por aqui também não somos exceção. Uma das muitas vantagens de ter este blog, é que vou acabando por ter contacto com outras Mães, também bloguers ou não, que acabam por passar muita informação válida, experienciada pelas próprias e pela respetiva família, sobre os mais variados assuntos. Um deles despertava-me especial atenção, pois era um assunto que me preocupava recorrentemente. Especialmente na altura do frio, volta e meia lá estavam o João e a Beatriz com pingo no nariz, que rapidamente passava a ranho, verde (sim, é mesmo assim), que logo passava a infeção e que num instante os fazia ter febre, tosse, otite, bronquiolite, por aí fora, o que obrigatoriamente nos levava às urgências, às consultas, a ir à farmácia, …