All posts filed under: Férias

As férias nunca mais serão as mesmas!!

Estamos de férias já há uma semana. E nada como só fazer o que queremos! … como queremos, é como quem diz, porque já sabemos com filhos é basicamente como eles querem. A verdade é que vou fazendo comparações entre os últimos anos em que estivemos de férias e não tendo nada a ver como quando estávamos só dois por nossa conta, também nada tem a ver de uns anos para os outros de férias a 3 e depois a 4. Se no início tudo girava mesmo à volta dos horários das mamadas, das trocas das fraldas e dos sonos, e se mal tínhamos tempo para nos deitarmos 5 segundos na toalha (continuamos sem ter) a verdade é que há medida que eles vão crescendo vamos conseguindo conciliar já um pouco mais das nossas (dos pais e das mães) rotinas e vontades. É delicioso ter bebés, vou ter imensas saudades desses tempos, mas digam o que disserem, e tudo depende de como somos e de que tipo de meninos temos, mas os anos vão passando …

Desafio quem não fez desaparecer pelo menos uma destas coisas.

Desafio quem nunca fez desaparecer pelo menos uma destas coisas aos vossos filhos após o Natal: 1-Doces 2-Brinquedos 3-Chocolates Enquanto têm a memória curtinha das coisas, há que aproveitar, depois pode já não ser bem assim. Por aqui guardámos alguns brinquedos, escondemos alguns doces de Natal e confiscámos grande parte dos chocolates. Eu sei que no fundo eles nos vão desculpar.    

Foi assim o dia de Natal – vivido ao máximo!

Este Natal foi vivido ao máximo! Depois de: Reunião de família; Almoço de Natal; Muitos Presentes e muito Carinho! Bons momentos e risadas puras em brincadeiras com “neve”!  E de repente, parecia que estávamos mesmo no meio da Neve. Ida à Vila Natal em Óbidos: Volta na Roda Gigante; no Carrossel, na Rena e no Trenó; Teatro com Marionetes; Conversa na Casinha com o Pai Natal; Lanche de Gaufre com chocolate; Passeio de burro; Passeio de pónei; Saltos no trampolim, Ufa! Assim foi o nosso dia de Natal, em cheio!! Os meninos não podiam estar mais satisfeitos. Obrigada de coração a todos!

O que fazer nas férias de Natal?Actividades em Serralves

Foi aqui que deixamos o João esta semana. Não o quisemos colocar na escola sem as actividades normais, então tivemos que arranjar alternativa. Já tínhamos ouvido falar muito bem das Oficinas de férias de Serralves, então esta pareceu-nos uma boa opção. E não desiludiu. Claro que ele não fala de tudo o que lá faz, mas quando vai e quando vem, está tão bem disposto e alegre que concluímos que ficou bem e divertiu-se! E é o que realmente importa. Penso que a actividade que mais gostou foi a da tarde – Natal cozinheiro. Fez e provou vários doces relacionados com a época natalícia. Todo entusiasmado chegava a casa e explicava o que tinha cada um e fazia questão que provássemos. A actividade da manhã chamava-se Cor-a-cor e a ideia era todos os dias procurar no Parque objectos com determinada cor, fazer uma composição cromática e a seguir fotografar. Até eu gostava de ter participado. Só temos que agradecer às orientadoras, muito simpáticas e dedicadas e à organização. Agora é hora de ficarmos todos juntinhos …

Agora é que é! Quando voltam de férias não pensam sempre em reorganizar tudo?

  Quando regressamos de férias, regressamos cheios de força, de ideias e de vontades, verdade? Como excelentes “Donas de Casa”* vimos cheias de vontade de reorganizar tudo para que a casa fique mais prática. De fazer um restyling à casa para estar de acordo com o nosso olhar mais descomplicado e leve. De preparar o regresso à escola e o regresso ao trabalho para que o dia-a-dia se torne mais simples. De fazer alimentação mais saudável e de ter em casa alimentos mais saudáveis. Fazemos promessas internas de que agora é que vamos fazer tudo direitinho. Certo?!? Faz tudo parte do processo que é sair, fazer coisas diferentes, viver outras experiências e depois voltar renovados e com outros “olhos”. Mas a verdade é que ao fim de algum tempo a maior parte das coisas fica pelo caminho. Algumas ainda podem durar umas semanas. Mas depois tudo volta ao dia-a-dia rotineiro, apressado e sem tempo. Ainda nos vamos lembrando, mas achamos que no dia a seguir é que é. Amanhã vamos fazer isso tudo, com certeza! Bom, …

Não é incrível como eles crescem tão rápido? Nem dá para acreditar.

Às vezes parece mesmo que crescem muito mais depressa do que estamos à espera. Não sentem que de repente eles dão um salto enorme? Que começam a falar imenso do nada? Constroem frases que nunca os tínhamos ouvido dizer? Que fazem raciocínios mais complexos e que nos deixam de boca aberta quando olhamos para a idade deles? Estamos de férias e talvez por estarmos todos juntos, todo o dia, nos parece que falam mais. Têm mais vocabulário e querem comunicar cada vez mais. De repente damos por nós a mudar também a forma como falamos com eles, pois as exigências já são outras e temos que acompanhar. O João acorda ás SETE!! Férias ou não férias. Dia de infantário ou fim-de-semana. Páscoa ou Natal. Tem um despertador interno infalível que lá por volta das 7 hr – às vezes menos – o acorda sem falhar. A ele e a todos nós! E o pior, é que não acorda devagarinho. Acorda e começa a falar de tudo o que se lembra. Das coisas do dia anterior, …

Acessórios e “vaidosices” na Praia (e não só)

Eu adoro acessórios? Mais alguém? Não faço questão de usar joias, até porque as que gosto normalmente são caras. E não me importo nada de usar bijuterias, logo que tenham cor ou brilho que eu goste. Também não gosto de tudo, mas a verdade é que para mim bijuterias está  bom. Duram o que duram e depois substituem-se. E quem é que em época de praia não gosta de usar uma pulseira no pé? Pois hoje foi dia de irmos às compras também para a Princesa da casa. Cor-de-rosa, está claro, e com um belo Cavalo Marinho! Janota, hein?   E assim ficou toda feliz e vaidosa, com algo que embeleza ainda mais o seu pé fofinho. Repete a quem mostra, que é um “caballo-maínho“.   Hoje em dia não faltam opções de onde comprar acessórios para as crianças e mesmo bebés. Há que pensar sempre na segurança, claro. Mas existem coisas muito giras que tornam os pequenos ainda mais engraçados e assim quase que meio crescidos, mesmo como eles gostam. Ou então podemos sempre fazer nós, não? Juntarmo-nos com …