All posts filed under: Explorar

Querem passar um bom bocado no meio da natureza? Visitem o Parque Biológico de Gaia

Num fim-de-semana do mês de Fevereiro e a aproveitar o bom tempo, fomos visitar o Parque Biológico de Gaia. Já lá tínhamos ido há alguns anos, mas ainda sem meninos e já tínhamos muito boa impressão. Desta vez fomos com eles e o João ainda teve a companhia de um amiguinho. Na entrada do Parque existe um dinossauro em tamanho real, a fazer as delícias dos meninos, que não se assustem com este Braquiossauro Gigante!   O Parque Biológico é uma reserva natural, que surgiu da necessidade de preservar um espaço agrícola e florestal, e dar a conhecer aos visitantes um pouco sobre o meio que o envolve. São aproximadamente 3 km de percurso. Não é plano, aliás tem bastantes elevações, e declives. Mas é bom para quem quer passar um bom bocado e aproveitar para se exercitar um pouco. Com a vantagem de estar no meio de zonas quase inalteradas e bastante preservadas. Ao longo deste percurso tem lagos, ribeiros, pontes, zonas rurais, moinhos, eiras, espigueiros e casinhas adaptadas à habitação de alguns animais. Tem …

Conhecer o Jardim da Casa da Prelada.

A Casa e o Jardim da Prelada é um sítio escondido e pouco divulgado que poucas pessoas têm conhecimento que existe e sequer sabem onde fica. É aquele sítio que surpreende pela positiva sem dúvida. Vale a pena uma visita. O Jardim, estilo Jardim Francês, caracterizado por formas geométricas e por simetrias, tem caminhos bem definidos, com arbustos verdes, compactos e com formas estruturadas pela poda regular. Consegue-se perceber cuidado e harmonia tanto na sua execução como manutenção. Existem muita áreas com sombras dados pelos muitos Ciprestes, Pinheiros e Camélias. Existem lagos e árvores um pouco por todo o resto do jardim, tudo disposto de forma simétrica e cuidada. Para mim a melhor experiência é o labirinto que existe junto à casa, cuidadosamente feito com estes arbustos verdes, que têm uns belos centímetros acima das nossas cabeças. Por isso passar entre eles sem ter a noção de onde estamos e para onde vamos, é realmente uma boa experiência. Mesmo no meio e para quem conseguir lá chegar, dá com uma árvore enorme, frondosa e que cobre …