Aromaterapia – as primeiras 4 dúvidas.

Em resposta a várias dúvidas e pedidos que me foram fazendo, vou tentar explicar melhor isto da Aromaterapia.

Porquê que estes são diferentes?

Porquê que tem qualidades terapêuticas?

Porquê que estes se podem ingerir?

Podem-se usar nas crianças?

São estas as perguntas que mais me fizeram depois de partilhar aqui e não só, a minha experiência com os Óleos Essenciais.

Bom, eu como a maioria das pessoas já ouviu falar mais ou menos de Aromaterapia, e assim por cima, sabíamos que eram aromas que de alguma forma fariam a pessoas ficar mais bem-dispostas, animadas, relaxadas, mas não mais do que isto. Certo?

Mas a verdade é que os óleos essenciais podem melhorar a disposição,  acalmar os sentidos e originar respostas emocionais poderosas e muito mais além do que aquilo que possamos imaginar.

Começo por responder, porquê que estes Óleos Essenciais da doTerra são diferentes.

  • São óleos essenciais 100% puros. São produzidos dentro de padrões elevados de qualidade, pureza e segurança da indústria—CPTG Certified Pure Tested Grade™. Assim representam a forma mais segura é benéfica disponível de usar os óleos hoje em dia.
  •  São extraídos de sementes, cascas, caules, raízes, flores e outras partes de plantas, através de processos de extração controlados.

As qualidades terapêuticas devem-se:

  • A uma seleção muito minuciosa das espécies vegetais corretas e a colheita das plantas no momento certo, principalmente quando os seus compostos de óleos essenciais estão na concentração máxima das plantas.
  • Não contêm aditivos, nem ingredientes artificiais que diluam as suas qualidades ativas e estão livres de contaminantes ou quaisquer outros resíduos químicos.

Por isso ao adquirirem Óleos, convém verificar se os óleos são puros, naturais e livres de componentes sintéticos ou contaminação destes.

Estes óleos podem ser ingeridos.

A maioria destes óleos podem ser ingeridos. Mais uma vez como são 100% puros, extraídos de frutos ou plantas, podem perfeitamente ser ingeridos embora convém mais uma vez seguir instruções de uso para cada caso. Existe na embalagem de cada óleo, uma bula que menciona se um é óleo possível de ser ingerido ou não. Depois há os que são apenas para uso tópico ou difusão.

São cada vez mais populares na área da Culinária.

Sim, pode-se usar em Crianças e pessoas com sensibilidade.

Mais uma vez os óleos são puros e naturais por isso não haveria como fazer mal às crianças ou a pessoas com sensibilidade, no entanto há advertências.

Como estamos a falar de óleos 100% puros eles têm uma elevada concentração, então convém que sejam aplicados com bastante diluição. Existem tabelas de Diluição que podem ser consultadas específicas para crianças.

 

Variadas utilizações:

Os óleos essenciais são usados para uma gama alargada de aplicações para o bem-estar emocional e físico. Podem ser usados individualmente ou em mistura de óleos complexas, dependendo da experiência do utilizador e do benefício desejado. Os óleos essenciais são geralmente aplicados de uma de três maneiras:

Difundido aromaticamente,

Aplicado topicamente na pele

Tomado internamente como suplemento alimentar.

Como começar?

Como no início se pode tornar um pouco confuso com a oferta de tantos óleos a marca propõe iniciar com o trio maravilha do qual compõe:

Lavanda – Limão  –  Peppermint

Com estes 3 super óleos já é possível resolver uma data de situações para a base de um ambiente familiar saudável.

 

Quando aplicados na quantidade certa, no local devido e com a frequência correta estes óleos ajudam efetivamente num sem número de situações e problemas de uma formal natural sem danificar a saúde e o organismo.

 

Para mais informações enviar e-mail para:

Contato

«Texto elaborado com apoio em informação facilitada pela doTERRA.»

 

Iniciação à Aromaterapia

Aromaterapia, as nossas primeiras experiências.

Anúncios