Querem passar um bom bocado no meio da natureza? Visitem o Parque Biológico de Gaia

Num fim-de-semana do mês de Fevereiro e a aproveitar o bom tempo, fomos visitar o Parque Biológico de Gaia.

Já lá tínhamos ido há alguns anos, mas ainda sem meninos e já tínhamos muito boa impressão. Desta vez fomos com eles e o João ainda teve a companhia de um amiguinho.

Na entrada do Parque existe um dinossauro em tamanho real, a fazer as delícias dos meninos, que não se assustem com este Braquiossauro Gigante!

IMG_2239

 

O Parque Biológico é uma reserva natural, que surgiu da necessidade de preservar um espaço agrícola e florestal, e dar a conhecer aos visitantes um pouco sobre o meio que o envolve.

São aproximadamente 3 km de percurso. Não é plano, aliás tem bastantes elevações, e declives. Mas é bom para quem quer passar um bom bocado e aproveitar para se exercitar um pouco. Com a vantagem de estar no meio de zonas quase inalteradas e bastante preservadas.

Ao longo deste percurso tem lagos, ribeiros, pontes, zonas rurais, moinhos, eiras, espigueiros e casinhas adaptadas à habitação de alguns animais. Tem também informações sobre a área envolvente, as plantas e os animais, assim como bastantes observatórios com informação complementar.

Vimos veados, corujas, uma raposa muito irrequieta, grandes corvos negros, garças, grifos, tartarugas, cegonhas, cavalos, burros e vacas. E ainda demos comida a Cabrinhas.

Fica muito perto do Porto. Realmente acabamos por nos esquecer da oferta de coisas que temos aqui tão perto e passam-se anos até repetir. Este é um sítio óptimo para visitar, principalmente com miúdos citadinos como os meus. É fantástico e eles precisam disto:

  • ar puro,
  • exercício,
  • sítios para correr sem risco,
  • contacto com a natureza,
  • proximidade com alguns animais e os seus habitats naturais

E dá sempre para aprenderem alguma coisa. Se forem curiosos e “perguntadores” como os meus, vão ter muito assunto e matéria para desenvolver, além de belas fotos para recordar mais tarde.

a-mae-e-minha-parque-biologico-de-gaia
Uma das zonas do percurso, que é mesmo para arranjar forças e subir.

 

a-mae-e-minha-parque-biologico-de-gaia
A zona onde estavam os veados – muito lá ao longe conseguem-se ver.

 

a-mae-e-minha-parque-biologico-de-gaia
O sitio das cabrinhas

 

a-mae-e-minha-parque-biologico-de-gaia
A cabrinha percebeu que tem uma visita.
a-mae-e-minha-parque-biologico-de-gaia
Alguém queria comer o lanche da Beatriz
a-mae-e-minha-parque-biologico-de-gaia
A cabrinha acabou por comer folhinhas que os meninos lhe foram dando.
a-mae-e-minha-parque-biologico-de-gaia
Uma das vistas, com o leito do rio que percorre o Parque.
a-mae-e-minha-parque-biologico-de-gaia
Um dos lagos – neste ouviam-se sapos a coaxar

 

a-mae-e-minha-parque-biologico-de-gaiaa-mae-e-minha-parque-biologico-de-gaia

a-mae-e-minha-parque-biologico-de-gaia
Umas vaquinhas muito curiosas.

 

a-mae-e-minha-parque-biologico-de-gaia
O Pôr-do-Sol e o dia está a chegar ao fim.
a-mae-e-minha-parque-biologico-de-gaia
Uma roda de tirar água.
a-mae-e-minha-parque-biologico-de-gaia
Vegetação muito variada.
a-mae-e-minha-parque-biologico-de-gaia
Algures na imagem está uma Coruja muito atenta a quem passa. Conseguem descobri-la?
a-mae-e-minha-parque-biologico-de-gaia
Uma queda de água do Rio Febros

 

a-mae-e-minha-parque-biologico-de-gaia
A lenda do Frei-João sem cuidados, numa zona de Carvalhos.

 

a-mae-e-minha-parque-biologico-de-gaia
Até outro dia amiguinhos!! Despede-se o Braquiossauro.
Anúncios