Um dilema constante

amaeeminhablog-vivo-no-dilema
Photo by Miguel Á. Padriñán from Pexels

 

Vivo naquele dilema constante se fico um pouco mais de tempo a despedir-me deles na escola ou se vou a correr para não ficar a dever 10 minutos ao relógio de ponto.

Se cumpro o horário das 8 horas certinhas, ou se deixo a birra matinal seguir o seu percurso e tempo natural até que acalme e eu perceba do que realmente se trata.

Tipo diabinho ou anjinho tenho sempre um deles a ganhar ao outro. E assim vou gerindo…

Quando começo a fazer lá os meus balanços, fico sempre, mas sempre com um nó na garganta pois arrependo-me.

Arrependo-me de não ter ficado mais vezes, mais tempo.

Se dei mil beijinhos devia ter dado dois mil.

Se me sento e os ouço, em vez de enfiar-lhes as calças pernas acima, devia sentá-los a meu lado, no colo, nas cavalitas… sei lá mais o quê, mas mais vezes!

Os nossos pequenos não pediram este mundo apressado e sempre atrasado.

Se nem nós gostamos disso, porquê que eles haveriam de gostar? Ou como poderiam perceber?!?

Demos-lhes tempo,
Demos-lhes o tempo que eles precisarem.

O tempo deles.

 

Anúncios