Recuperar das noites não dormidas.

caffeine-coffee-cup-6347
Photo by Kaboompics .com from Pexels

 

Ainda bem que os meus filhos já dormem melhor de noite. Por coincidência eu também!!! (Fora as vezes que ainda se lembram de chamar Mamãaaa!!!! Para adormecerem logo a seguir e eu ficar ali acordada, a contar os carneirinhos, todos e mais alguns.)

De facto, o aumento da qualidade do sono já se reflete na minha qualidade de vida e de humor.

Dizem que ainda leva 1 ano a recuperar das noites de sono intermitente, depois de se voltar a dormir noites inteiras (as supostas 8 horas).
Preciso tanto…
Andava cansada, até de não ter memória. De querer dizer uma frase e não me lembrar de algumas palavras…

É horrível quando se quer parecer sério e tentar convencer alguém e metade do vocabulário desapareceu. Fica-se ali a tentar que venha qualquer coisa à cabeça, mas parece só haver um enorme vazio. Até porque um pequeno pânico se instalou o que não ajuda nada.

Para não falar das coisas normais que temos por adquiridas quando está tudo bem:

  • Paciência
  • Clareza nos pensamentos
  • Criatividade
  • Humor
  • Disponibilidade

Quantas de nós nos arrastamos de manhã da cama porque tem de ser, mas, no entanto, nos sentimos tão mal, tão diminuídas, que parece que andamos toda a noite aos tombos. E às vezes andámos. Os olhos doem, custam a abrir. Queremo-nos equilibrar, mas as pernas não respondem. A cabeça explode, mas lá vamos nós, buscando forças nem sabemos aonde nem como. A vida tem de andar e não adianta fazer de conta nem imaginar que hoje podemos ficar a descansar.

 

Mas agora, sim. Acredito que só possa melhorar e que eles vão dormir melhor e mais descansados todas as noites daqui para a frente.

Para bem de todos!

 

 

 

Anúncios